Você conhece ou se relaciona com as pessoas?

Esse é um tema bem interessante e abrangente. É comum você conversar com pessoas que dizem que conhecem muita gente ou até o mercado inteiro. A questão é: o que você faz com todas as pessoas que conhece? O simples fato de conhecer muitas pessoas não agrega absolutamente nada. O grande desafio consiste em aproveitar esse conhecimento e transformá-lo em uma rede, mais conhecido como networking na linguagem corporativa. A palavra é a união dos termos em inglês “net”, que significa “rede” e “working”, que é “trabalhando”. O termo, em sua forma resumida, significa que quanto maior for a rede de contatos de uma pessoa, maior será a possibilidade de essa pessoa conseguir uma boa colocação profissional, realizar bons negócios, obter informações e várias outras vantagens que se pode obter da rede formada.

Nós profissionais temos de aprender a usar a nossa rede de relacionamento de forma mais eficiente, permitindo uma interação que gere benefícios a todos. Não adianta ter uma rede extraordinária de “conhecidos” e não conseguir potencializar gerando conhecimento, negócios ou, no mínimo, informações de relevância. Também é comum a existência de profissionais muito bem “relacionados”, ou seja, que conhecem muitas pessoas, mas quando estão nas empresas não realizam conforme o esperado.

Se relacionar com pessoas é um processo que depende muito do seu comportamento. Agora, como é que as pessoas podem se relacionar com você e te conhecer melhor? Você tem de expor melhor suas ideias, ser uma pessoa aberta. Tem gente que quer se relacionar com as pessoas, mas é inacessível. Se você é inacessível, como você se relaciona? O questionamento vale até mesmo para dentro do local de trabalho atual. Como você vai conhecer e se relacionar com as pessoas com as quais você trabalha diretamente se você é inacessível? As pessoas não conhecem você.

Você deve se perguntar: por que eu não tenho acesso a determinadas pessoas? Eu pergunto: O que você faz para isso? Você cria oportunidades para conhecer as pessoas, para se relacionar com elas e deixar que elas te conheçam? Ah, eu quero me relacionar com toda a minha rede de fornecedores. Legal, mas o que você está fazendo para isso?

Aí chegamos ao famoso “profissional do ar condicionado”. Ele quer conseguir os melhores resultados, ter uma relação extraordinária com todos, mas não sai da sala. No mundo dos serviços, se você pensa desse jeito, está fadado ao fracasso. Como você quer provocar oportunidades dentro da sua empresa se você não sai, se você depende totalmente de terceiros? Lembre-se sempre que nós dependemos de terceiros, trabalhamos com um produto que não é nosso.

Fica um simples exercício: saia da sua sala e procure pelas pessoas. Se relacione a ponto de perceber as vantagens de sua rede de relacionamento e fique atento, pois esses benefícios nem sempre surgem no âmbito profissional.

Crescimento da diária média ?

Depois de muito tempo devendo um post, estou aqui para comentar sobre as últimas noticias com relação a diária média.

Muitas vezes são publicados estudos e/ou entrevistas sobre diária média de empresas nacionais ou internacionais que comercializam hotéis, e eu me pergunto: Qual a interpretação do mercado hoteleiro sobre isso?

A diária média é consequência de uma série de fatores, tais como: ocupação do hotel, ocupação da cidade, eventos pontuais ocorridos no hotel, entre outros. Como o hoteleiro pode aproveitar melhor momentos de alta ou baixa ocupação se em muitos casos eles não trabalham nem com as ferramentas mais básicas de gestão do cliente?

Recentemente lançamos uma série de novidades para hotelaria cujo o objetivo principal é maximizar os resultados. Para tornar essas novidades possíveis foi necessário altíssimo investimento em tecnologia e tempo para preparar da nossa forma,ou seja, organizada e com muitos testes de apredizagem.Começamos todo o processo de negociações e já estamos treinando os hotéis para utilizarem tudo isso da melhor forma e com informações suficientes e claras de como e quando alavancar as suas vendas.

Se você, hoteleiro, ainda não consegue definir claramente a sua segmentação de clientes, ainda não sabe diferenciar operador, consolidador de diárias, agências online e agências de grande e pequeno porte ficará muito difícil evoluir nesse tema, pois é o primordial para trabalhar sua diária média com eficácia, é o inicio de tudo, não invista seu tempo em outras estratégias sem antes conhecer o seu cliente, você estará pulando etapas do processo.

Lembre-se: Sua capacidade de venda é limitada a quantidade de apartamentos que você tem, temos 365 dias no ano e com muita sazonalidade. Por isso, toda a sua estratégia de vendas começa ao conhecer bem cada cliente.

Ao segmentar sua base de clientes de forma correta você conseguirá aproveitar cada um deles no momento certo. Uma agência com o foco 100% corporativo certamente não venderá fim de semana em Brasília, e percebemos claramente que o desconhecimento de cada cliente faz com que o time de vendas dos hotéis, time formado por bons profissionais, despenda todo esforço e energia ao oferecer tudo para todos e de qualquer forma, porém perdendo em assertividade, tendo pouco retorno e prejudicando a diária média.

Depois dessa etapa vencida você pode pensar em outras formas de alavancar a sua diária, afinal o ótimo é inimigo do bom.

Alguns de vocês podem estar lendo esse post e pensar: Isso é óbvio. E aprendi com um amigo que: O óbvio somente será óbvio quando é dito.